Energia limpa e eficiente para Indústrias

Menos custos de manutenção de máquinas, transporte e armazenamento de combustível inflamável. Mais eficiência dos equipamentos e segurança.
Saiba mais

Segurança e praticidade para o seu condomínio

O Gás Natural canalizado não é tóxico e não exige estocagem; com ele, também não existe preocupação com troca de botijão.
Saiba mais

GNV: Economize com combustível

O GNV rende mais e custa cerca de 50% menos que outros combustíveis, além de emitir menos poluentes e ser fácil de instalar.
Saiba mais

Versatilidade e vantagens para o Comércio

O Gás Natural oferece muitas opções de utilização, da climatização ao forno do seu estabelecimento comercial.

Saiba mais

01 - Notícias

  • 13
  • ABR
  • 2018

Avanço do segmento residencial motiva encontro de distribuidoras

O segmento residencial é o que mais cresce no Rio Grande do Norte e em todo o Brasil. Nos últimos cinco anos, o número de clientes nesse setor dobrou na Companhia Potiguar de Gás (Potigás). Passando de 10.232, em 2013, para 20.517, no final de 2017. São clientes que utilizam o gás natural canalizado nas cozinhas e banheiros dos apartamentos, além da área de lazer e piscinas dos condomínios. Para discutir os desafios e práticas do setor visando o aprimoramento nos processos de prospecção, vendas e atendimento ao cliente, as distribuidoras de gás natural canalizado se reuniram dias 12 e 13 de abril, no “Encontro do Segmento Residencial: Intercâmbio de Práticas de Gestão”.

O evento foi realizado pela Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás), com participação ainda da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), Petrobras Gás S/A (Gaspetro) e Mitsui Gás e Energia do Brasil. Estiveram presente, representando a Potigás, o Diretor Técnico e Comercial, Paulo Campos, o assessor da presidência, Evaldo Rebouças, o gerente Comercial, Franciney Batista, e o engenheiro Raphael Holanda. Para o Diretor Paulo Campos, o encontro foi uma excelente oportunidade para a troca de experiências entre os participantes das diversas distribuidoras presentes.

“Cada distribuidora tem sua prática e, através desse intercâmbio, temos a oportunidade de ter acesso as experiências bem-sucedidas e aos problemas enfrentados pelas outras distribuidoras. Isso nos possibilita ampliar nossa visão e avaliar de forma crítica onde podemos melhorar”, afirma Paulo Campos.

O evento teve início na quinta-feira, 12, com a apresentação de um painel com o panorama atual e as perspectivas do mercado residencial no Brasil. Em seguida, foram formados grupos de trabalho para sistematizar os resultados das discussões para apresentação à plenária geral. Também foram debatidos assuntos, como: políticas de incentivo, ações para diversificação do uso do gás, posicionamento de mercado, metodologia do cálculo do custeio e definição de estrutura tarifária.

voltar
0 Pessoa(s) Comentaram:

Os campos abaixo apresentam erro:

    Cadastrado com sucesso